terça-feira, 29 de setembro de 2009

Verlaine... Debussy... Amigas


Seguindo conselhos de Lany e Dany, vou me debruçar sobre Verlaine e Baudelaire.
Resolvi fazer, novamente, um caderno de poemas.
O primeiro poema escolhido, claro, Le Clair de Lune que segue abaixo.
Lembrei-me de já ter visto um post lá na Varanda.
Vale o pulinho!
Quer mais Verlaine? Vá aqui
Le Clair de Lune é para ler ouvindo Debussy, claro.



Clair de lune


Votre âme est un paysage choisi

Que vont charmant masques et bergamasques

Jouant du luth et dansant et quasi

Tristes sous leurs déguisements fantasques.

Tout en chantant sur le mode mineur

L'amour vainqueur et la vie opportune

Ils n'ont pas l'air de croire à leur bonheur

Et leur chanson se mêle au clair de lune,

Au calme clair de lune triste et beau,

Qui fait rêver les oiseaux dans les arbres

Et sangloter d'extase les jets d'eau,

Les grands jets d'eau sveltes parmi les marbres.

Terminei- Diários do Vampiro- The Struggle

Pois é, não teve jeito. Li. Fazer o quê?
Lanynha, NÃO leia, viu? rsrss  Aliás, não comece.
Explico:
Os livros não terminam. E, embora o enredo seja fraquinho (juvenil demais!), como já disse, sou curiosa e quero saber como fica no fim. Mas é legalzinho. Distrai depois de um dia cheio.
Aí, já viram!
O bom é que estou voltando com meu inglês ( boa desculpa, não?) já que os livros seguintes ainda não foram lançados em português.
Vou ver se arrumo algo tranquilo em francês.
Poesia.
Alguma indicação?

domingo, 27 de setembro de 2009

Mais selinho



Regras do selo:




1. Criar uma postagem como esta no seu blog. Para postar o selo, clique sobre a imagem e copie a url, vá em inserir imagem e clique na opção Web Address (URL). Copie a url no local indicado e pronto. :-)



2 - Indicar o blog que te indicou: http://quartinhodadany.blogspot.com/ (Obrigada, Dany! Muito fofo!)


3 - Responda as perguntas:



- Quais são as três coisas que te aprisionam, mas você ama ser aprisionado por elas?

* Minha família, minha casa, meu tempo



- Quais são as três coisas ruins que te aprisionam?

* Gula, preguiça e dores



- Quais são as três coisas que te aprisionam, você gosta, mas morre de vergonha de assumir?

* Ser paparicada, ser frágil ( eu sou mas ninguém acredita), coemçar mil projetos ao mesmo tempo



4 - Repassar o selo para 12 blogs aos quais você já está aprisionado.

Eu e Minhas Lãs
Ecos da Rede
Moleskine Eletrônico
Eunice Martins
Nile e Richard
Clarice Fernades
Eu Capricho
Na Varanda com Lanynha
Luiza Reis
Fátima Cerqueira
Dra. Cynthia Furtado
Attic24

Queridos, eu gosto dos selinhos. Acho fofos. Mas tem gente que não gosta. Então, à vontade, viu?

Em dias de Jane Austen


Como nossa memória é fabulosa!




Nesses dias de Crepúsculo, voltei a uma fase romantiquinha.



Pensamento vai, pensamento vem e resolvi ler novamente Jane Austen.



Amores impossíveis, possíveis, difíceis, bem séc XIX mesmo. Como gosto disto! As coisas não são tão óbvias, tão diretas. Os diálogos são mais trabalhados, as personagens tem mais nuances.



Lembram do comentário da Lany falando que eu tenho um Edward? Pois é. Tenho mesmo. E ele é um misto dos Edwards ( Crepúsculo e Razão e Sensibilidade). Só não tem um volvo prata (rsrss) Mas, para quem não sabe, a saga da S. Meyer tem muita inspiração em Jane Austen e , não por acaso, tem um Edward aqui também.



Reli Razão e Sensibilidade. Este livro é considerado pela crítica como o mais fraquinho da autora.



Discordo.



Conta a história das irmãs Daswood que após a morte do pai, ficam sem direito à herança, já que o pai tem um filho (homem!). O rapaz é casado com uma megera. As meninas não tem dote e a única esperança é fazerem um bom casamento. Vão surgindo novas personagens que se entrelaçam e o final é surpreendente. Uma das irmãs é a Razão e a outra, a Sensibilidade.



O que eu acho mais bacana é como Razão e Sensibilidade se invertem ao final. Para mim, a mágica do livro que foi transformado divinamente em filme pelas mãos do diretor Ang lee está aí, nesta inversão.



Não vou contar mais porque acho que vale a pena a leitura e o filme.

Aqui, uma cena que vale.

Os cenários são lindos de viver. Os atores ótimos! O figurino, fantástico.

Show!

Detalhe: A sessão pipoca de ontem foi Razão e Sensibilidade. Sem pipoca, mas com meu Mô, vinho e pesticos. "Tudodibom."

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Terminei - Diários do Vampiro- O Despertar

Pois é, terminei o livro e gostei.
Mas nada se compara a Twilight.
Ficou claro que a inspiração para Crepúsculo saiu de Diários de Vampiro. Como também ficou transparente que a S. Meyer tem uma dinâmica de escrita infinitamente superior a de L.J.Smith que, a meu ver, é muito óbvia.
Não é por acaso que Twilight virou filme e Diaries, série. Caso fosse filme seria mais um daqueles de sessão da tarde.
Gostei. Vou ler os outros. Mas os protagonistas não envolvem como os outros. Não tem como comparar a psique de Edward com a fragilidade óbvia de Stephan.
E a Bella tem nuances impensáveis em Elena.
Vou parando por aqui.
(Estou lendo o livro 2- The Struggle vou conferir a série da Warner) rsrsrsrs

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Blue Moon



Blue Moon! A lua dos namorados!

Eu aqui, digitando provas e peças, corrigindo trabalhos e, de repente, me veio a música: Blue Moon!
E o bem querer pela música é algo que se nasce com e se aprende com.
Amo música! Bem, mas isso não é novidade.
Essencial para uma faxina, uma tarde de leitura suave, uma noite romântica...
Para cada momento da vida, uma música. Um som.
E, agora, Blue Moon não me sai da cabeça.
Será que e porque eu ando numa fase ultra romântica?
rsrsrsrs
Bem, presente de hoje para quem, como eu, curte uma música antiguinha.
Com diferentes intérpretes.
Com Elvis. Ai sais! ( para mim, the best)
Com Dean Martin cantando e se divertindo um pouco também.
Com ela, Ella Fitzgerald ( sem comentários!)
E, com The Marcels.

Qual a sua preferida?

Aqui, a letra para você que gosta de acompanhar ( eu gosto!)

Blue Moon



(Composição: Words By Lorenz Hart, Music By Richard Rodgers )




Blue moon, you saw me standing alone


Without a dream in my heart


Without a love of my own


Blue moon, you knew just what i was there for


You heard me saying a prayer for


Someone i really could care for


And then there suddenly appeared before me


The only one my arms will ever hold


I heard somebody whisper, "please adore me"


And when i looked, the moon had turned to gold


Blue moon, now I'm no longer alone


Without a dream in my heart


Without a love of my own

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Mais um selinho


Esse eu ganhei da Dany, lá do Quartinho.

As regrinhas são:




- Escrever uma lista com oito características minhas:



1. Alegre
2. Apaixonada

3. Amiga

4. Dedicada
5. Carinhosa

6. Atrapalhada
7. Intempestiva
8. Criteriosa


- Convidar oito blogueiros para receber o selinho:



(Essa parte é a mais difícil. Cada um tem uma opinião sobre os selinhos. Então, fica assim: eu convido, mas aceita quem gosta, tá?)

Na Varanda com Lanynha
Fatima Cerqueira
Clarice Fernandes
Eunice Martins
Dra. Cynthia Furtado
Koisas da Kaká
Luiza Reis
Moleskine Eletrônico

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Luiza, a mãe do Bernardo


Atendendo a pedidos: Luiza, minha filha, mãe do Bernardo.
Linda de viver, um doce de menina, a melhor filha do mundo.
Minha luz, minha vida.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Bernardo está chegando...


Bernardo, seu nome já está escolhido, seu quarto preparado, suas roupas lavadinhas, seu colo lhe aguardando...
Que venha B., luz de nossas vidas!

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Livro novo na cabeceira: Vampire Diaries

Livro novo na cabeceira: Vampire Diaries 01- The Awakening- de Lisa Jane Smith. Comecei a ler e estou achando bem legalzinho. (Sinceramente: queria ter detestado desde o início. É uma saga. Aí, já viram: euzinha aqui só vai conseguir parar de ler quando tiver terminado todos! Ai sais) Neste, pelo menos, estou usando a disciplina (kkkkkkkkkkk) não vou ler mais de 50 páginas por dia. I swear
(Edward x Stefan)

Mas, logo de cara, já comecei a fazer comparações com Twilight. Acho que isso não vai prestar! kkkkkk
Sério!!!!!!! Não é segredo que amei de paixão a história de Edward e Bella.
O primeiro ganhou filmes, o segundo uma série que vai estrear no Warner Channel. O vampiro é mocinho em ambos. A mocinha, humana. Todo mundo lindo de viver!
Bem, vou lendo e depois passo aqui para contar o que estou achando.
Enquanto isso, na contagem regressiva de Lua Nova e Diários de Vampiro.



Carpe Diem

Rapidinha

Sei que ando sem postar há algum tempo... Coisas de tempos modernos e de quem ainda tem alguma dificuldade em fracionar adequadamente seu tempo.
Cheia de novidades.
Daqui a pouco volto e venho contar.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Amizade na Varanda

Queridos, fui brindada hoje com um post mais que especial da minha amiga real e virtual lá da Varanda, a Lanynha que falo sempre aqui.
A Elaine é uma pessoa especial, daquelas que a gente encontra de tempos em tempos. E ela escreveu algo que é uma verdade para mim: sou alguém cercada de pessoas maravilhosas. Tenho uma família linda, daquelas de foto de museu, amigos do coração, alunos que me fazem rir e chorar ( de emoção), animais que se aninham... Muitas vezes, esqueço os percalços da vida e fico imaginando se gosto dos contos de fada ou se faço parte de um.
E nisso, a Elaine tem razão: tenho um Edward aqui comigo sim! ( Essa só vai entender quem ler a saga... desculpe)
Pois é, aquela menina inteligente e doce é minha amiguinha desde a última faculdade. Última porque parece-me que além de ficar colecionando livros, músicas e flores nós também estamos fazendo o mesmo com os estudos. rsrsrs
Ao longo de nosso caminho encontramos pessoas especiais, às vezes levamos conosco por muito tempo, outras não... É a vida!
Com uns temos afinidades, outros nos complementam, outros nos servem como espelho...
Mas uma coisa interessante é que só abri o blog por causa da Lanynha! É uma forma de abrir para os amigos e visitantes uma parte que às vezes, a gente guarda só para si.
O bacana de tudo isso é que aqui também fiz amigos especiais, tenho trocado experiências, inspirado uns, sendo inspirada por outros... Como disse, é a vida! E vida, meus queridos é para ser vivida com emoção ( a meu ver, pelo menos).
O que tem a flor a vem com tudo isso? É tal "maria sem vergonha" que nasce em qualquer lugar, assim como a amizade. rsrsrs
E por conta de amizade, decidi buscar na internet algo que expressasse um pouco como sinto em relação ao tema. Eu vedo a meus alunos a pesquisa a Wikipedia. Mas, sorry, foi onde encontrei a definição que melhor caberia aqui no cantinho:

"Amizade (do latim amicus; amigo, que possivelmente se derivou de amore; amar, ainda que se diga também que a palavra provém do grego) é uma relação afetiva, a princípio sem características romântico-sexuais, entre duas pessoas. Em sentido amplo, é um relacionamento humano que envolve o conhecimento mútuo e a afeição, além de lealdade ao ponto do altruísmo. Neste aspecto, pode-se dizer que uma relação entre pais e filhos, entre irmãos, demais familiares, cônjuges ou namorados, pode ser também uma relação de amizade, embora não necessariamente.
A amizade pode ter como origem, um instinto de sobrevivência da espécie, com a necessidade de proteger e ser protegido por outros seres. Alguns amigos se denominam "melhores amigos". Os melhores amigos muitas vezes se conhecem mais que os próprios familiares e cônjuges, funcionando como um confidente. Para atingir esse grau de amizade, muita confiança e fidelidade são depositadas.
Muitas vezes os interesses dos amigos são parecidos e demonstram um senso de cooperação. Mas também há pessoas que não necessariamente se interessam pelo mesmo tema, mas gostam de partilhar momentos juntos, pela companhia e amizade do outro, mesmo que a atividade não seja a de sua preferência.
A amizade é uma das mais comuns relações interpessoais que a maioria dos seres humanos tem na vida. Em caso de perda da amizade, sugere-se a reconciliação e o perdão. Carl Rogers diz que a amizade "é a aceitação de cada um como realmente ele é".

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Mô, Yiruma e River Flows in You


Emoção é algo que as pessoas devem se permitir, sempre.

Ontem estava deitada e ouço essa música tocando, alto.
Meu coração pulou, acelerou! Lágrimas me vieram aos olhos. rsrsrs

O Mô, esse gatinho maior da foto, sabendo da minha atual fascinação pelo tema da Bella, colocou a gravação ( ótima por sinal, não é essa não, essa é só uma palhinha) no super power mega tudo som que ele tem. Parecia que o Yiruma estava ao piano na minha sala. E minha sala nem tem piano!!!!!!!! rsrsrs
Curta um pouquinho você também.
Mais uma música para a coleção que se forma daquelas que ainda vou tocar um dia.
"A diferença de uma pessoa antes e depois de se apaixonar é a mesma entre uma lâmpada acesa e outra apagada.
A lâmpada estava ali e era boa, mas agora, além de tudo,irradia luz, que é sua verdadeira função."
-Vincent Van Gogh-
Ocorreu um erro neste gadget