terça-feira, 13 de agosto de 2013

A manta

Estou aproveitando restinhos de lã e novelinhos que não serão usados em outros projetos e fazendo squares para uma colcha.  Esses são os de ontem.
 O colorido impera!
 Estou usando preto para emendar os squares para dar aconchego sem ficar com peninha. Afinal, temos criança em casa!
 Antes de morrer, a Cléo era minha assistente fiel na escolha das combinações(? Não tem nada combinando. É só muita cor e muita alegria em crochetar)
 Claro, escuro, forte, fraco...
 Cores e mais cores...
 E as gavetas de restinhos vão se esvaziando...
E um beijo para a Cléo que lá do céu vai ver a colcha pronta!

sábado, 3 de agosto de 2013

E foi-se a Cléo!


Quando chegamos em casa na terça passada, Cléo não estava nos esperando. Chamamos por ela e nada! Um pressentimento ruim tomou conta de todos, afinal há duas semanas nosso lindo Tom foi envenenado. E não deu outra: mataram a minha gatinha! É a terceira!
Cléo era castrada, não saía de casa. Perambulava pelo quintal durante o dia e ficava presa quando saíamos. Por um descuido ela ficou fora de casa pois sua caixa de areia ficava no quintal.
O que mais me arrasa é saber que alguém que me cumprimenta diariamente anda matando animais por aqui. 
Quando alguns vizinhos souberam dessa perda começaram a lembrar de outros casos e, sinceramente, é de arrepiar!
Por enquanto, não quero mais bichos. Está doendo muito.
Era com a Cleozinha que tricotava à noite, assistindo tv. Ela me fazia um pouco mais alegre.
Agradeço à todos pelas palavras de carinho em virtude do falecimento (assassinato) dos meus gatinhos. Estou muito triste.Quem tem amor no coração, tem amor à vida, a todas as formas de vida e sente por elas. Amo minha família, meus filhos, os filhos dos outros, meus alunos, meus colegas de trabalho, meus vizinhos, quem conheço e quem não conheço,as árvores, os cães, os gatos, o caixeiro viajante que teima em ir ao meu quintal... Cresci com amor. Prego o amor, pratico o amor. Estou longe de ser boa, mas é a minha busca. Sou incapaz de tricotar um casaco para mim sem antes ter feito alguns para a caridade. Divido o que tenho. Amo! Nos últimos dias, morreram envenenados meus dois gatos, um do vizinho, um mico, um outro gato que passeava por aqui e, provavelmente a cadela do outro vizinho. Além de triste estou assustada: um maníaco(a) mora perto de mim e me dá bom dia!
Ocorreu um erro neste gadget