quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

E o prazer de tecer

 Esse trabalho lindo foi o xale da Lanynha! Para quem disse que não queria tecer, não levava jeito e blábláblá, ela me deu um banho. Ficou lindo e fofo!

 Isso não é poesia?
 Dando nós. Esses são bons de dar! Diferente desses que a gente deixa a vida nos dar.
 Momento de produção.
 O meu tear.
 Não é lindo?

Tempo de paz!
Dias de luz!

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Tecendo a vida

Final de semana foi dedicado ao curso de tecelagem em taer de pente liço no Instituto Pindorama, em Nova Friburgo.
O começo não foi exatamente o que eu pensava ou pretendia. Vejamos: eu estava muito agitada ( eu sou muito agitada) e pretendia ter uns dias de paz, sozinha para me reencontrar. Quando vi a possibilidade do curso, fiquei encantada. Tudo certo, vamos à Friburgo. Carreguei comigo a Lanynha lá da varanda.
Depois de errar e acertar chegamos no sítio e fomos recebidas por essa linda quaresmeira. Tudo daria certo, não é?
Não. As primeiras horas não foram bacanas. Não havia qualquer possibilidade de comunicação, sem wifi, sem telefone e nem sinal de fumaça tinha como fazer - estava tudo molhado rsrsr
A comida é vegana. Legal, mas não me satisfez. Se não tivesse levado o contrabando de chocolates, castanhas e polenguinho teria voltado a pé de lá.
Mas aos poucos, observando as mandalas do local, a natureza ao redor, no silêncio e na companhia de pessoas maravilhosas fui encontrando o que fui buscar: minha paz!
Voltei outra. Renovada. Valente e incrivelmente calma.

Depois posto mais fotos.

Beijos no coração.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Minha experiência com e-books

Comecei a ler e-books porque não queria incomodar meu esposo à noite. Explico: uso quase que um holofote para ler e fico acordada até tarde.
Lia pelo celular, note e depois pelo tablet. Bacaninha mas não era a mesma coisa.
Decidi comprar o LEV, da Saraiva. Bacana demais!
É leve, como o nome já aduz, tem dicionário, marcador, é facil de baixar os textos, etc. Tem mil e uma vantagens.
Não abandonei os livros em papel. Eles continuam sendo minhas estrelinhas.
O bacana do LEV é que posso levar um monte de livros para viajar, posso ler aqueles livros enormes que tanto gosto sem danificar meu nariz hehehe
Outra vantagem é o preço dos livros que é bem mais em conta além da quantidade de e-books gratuitos que as editoras disponibilizam.
Gostei!
Ocorreu um erro neste gadget