quarta-feira, 15 de abril de 2009

Sarah McLachlan


Hoje, mais uma aula de Música.
Só rindo mesmo. A professora, muito fofa, disse que sou muito inteligente, capaz e coisa e tal.
Amo elogios, sou ariana.
Mas daí a ignorar o fato de que tenho DUAS mãos esquerdas, habilidade e ouvido ZERO para música é para rir.
Minha única relação com música é que gosto muito, acalma minha alma agitada.
Estou na aula por dois motivos: ganhei um teclado estupendo do Mô e sou teimosa (qualidade ariana novamente presente).
A lindinha da "tia" que acredita em mim, a cada aula, me enche de exercícios, dever de casa, música e partituras. Só tive três aulas até hoje e já estou com notas saindo pelas orelhas!!!!!!!
Não sei se vou dar conta.
Pequeno detalhe: sou professora, mãe, esposa, advogada, faxineira, passadeira, lavadeira, cozinheira, tricoteira, estudante, curiosa,etc.
E o tempo???????
Mas, sempre gostei de música. Piano me sublima.
Para minha sorte, o Flávio/Mô tem o hábito de comprar cd, bons cd's e me presentear. Ele sabe exatamente do que vou gostar de ouvir. É muito tempo junto (25 anos) o que faz dele quase um expert em matéria de Bebel. rsrsrrs
Pois é, este cd aí em cima está no player há três dias.
Descobri algumas notas no meu teclado. Cheguei a suspirar quando reconheci...
Maravilhas da música e do amor.
A Sarah toca com uma suavidade que me encanta.
Como presente um vídeo e a letra.
Adia
Sarah Mclachlan
Composição: Sarah Mclachlan
Adia,
I do believe
I failed you.
Adia,
I know
I let you down.
Don't you know
I tried so hard
To love you in my way?
It's easy let it go...
Adia,
I'm empty since you left me.
Trying to find a way to carry on,
I search myself and everyone
To see where we went wrong.
'Cause there's no one left to finger,
There's no one here to blame,
There's no one left to talk to, honey,
And there ain't no one to buy our innocence.
'Cause we are born innocent.
Believe me,
Adia, we are still innocent.
It's easy, we all falter...
Does it matter?
Adia, I thought that we could make it
But I know
I can't change the way you feel.
I leave you with your misery,
A friend who won't betray.
I pull you from your tower,
I take away your pain,
And show you all the beauty you possess.
If you'd only let yourself believe that
We are born innocent.
Believe me,
Adia, we are still innocent.
It's easy, we all falter...
Does it matter?
Believe me,
Adia, we are still innocent'
Cause we are born innocent,
Adia, we are still innocent.
It's easy, we all falter...
But does it matter?

2 comentários:

  1. Eu amo a Sarah ...lindoooo..que belo presente !!!!
    Felicidades mil !!!!
    Bjkas

    ResponderExcluir
  2. "quase um expert"

    Eu nunca vou conseguir ser um "expert", quando estou chegando lá, você arranja algo novo...rsrsrs

    "professora, mãe, esposa, advogada, faxineira, passadeira, lavadeira, cozinheira, tricoteira, estudante, curiosa..."

    Vamos lá: doceira, dançarina, bailarina, veterinária (risos), mãetorista, blogueira....

    Quer mais??

    Bj, te amo muitão,
    Mô.

    ResponderExcluir

Obrigada por passar por aqui e deixar um comentário!

Ocorreu um erro neste gadget