segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Bienal 2011

Fui à Bienal com a irmã, cunhado e sobrinhas. Muito bom! Andei demais! Tanto que passei o domingo de molho, na cama!
Como este ano não levei minhas turmas, tinha desistido de ir. Não queria ir sozinha.  Além disso, teria aula no curso que me inscrevi.O convite da irmã chegou na manhã do sábado, dia 03 e aula foi cancelada. Quer melhor?
Não fiz muitas compras porque não tinha me preparado psicologicamente para a Bienal (leia-se gastei a verba de livros antes rsrsrs). Mas ainda assim trouxe dois do Gabriel Chalita- Cartas e o Pequeno Filósofo, devidamente autografados, um livro com aventuras do fundo do mar para o Bernardo, um para cada uma das sobrinhas, de fadas e princesas e muitos panfletos, folders,revistas...
Falando em Chalita... Super simpático, tranquilo. Sem pressa alguma para autografar. Fazia perguntas a cada um que ia até a mesa.Mandou para o Bernardo uma mensagem especial. Emocionante!!!
Não menos emocionante foi o encontro com o Ziraldo. Cheguei a ficar com falta de ar enquanto ele autografava o livro das meninas. É legal ver assim, tão pertinho, alguém que faz parte de nossa vida. Meu primeiro livro dele foi Flicts. Como gostei!
O Ciro leu o Menino Maluquinho algumas dezenas de vezes. Luiza idem. Aqui em casa temos alguns livros do Ziraldo, todos maluquinhos.
Mauricio de Sousa também estava lá, esbanjando simpatia à molecada. Decidi: quero um Sansão! Só depois de chegar em casa é que me dei conta. E agora? Lá na Bienal, era dado a quem fazia assinatura das revistinhas. Onde vou encontrar um coelhão azul daqueles???
Outro que agregou uma multidão no dia em fui foi o padre Fabio de Melo, um anjo na Terra. Estava lá também a Leda Nagle. Detalhe: falei com ela, fui dar uma volta, perdi o box e não consegui comprar o livro.
Voltando aos livros:
Já tinha adquirido Casados com Paris e O Segredo das Quatro Letras, um dia antes de ir à Bienal.
Estou terminando o Casados com Paris- uma obra ficcional sobre o primeiro casamento de Ernest Hemmingway baseado em relatos da Hadley. Começou bem, ficou ruim e agora, no final, está apenas "lível" ( palavra recém inventada para os livros que termino de ler quase que por obrigação, como é o caso).
E você? Foi à Bienal? Está lendo algo interessante?

3 comentários:

  1. Livros, que delícia! Se eu morasse por aí certamente não perderia uma Bienal. Por aqui temos a Feira do Livro de Porto Alegre, em novembro, que faz muito sucesso. Faz um tempo que não vou, mas este ano não quero perder...
    Boas leituras, amiga!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Esse ano nao deu pra eu ir na Bienal... mas minha irmã foi...e tenho aventuras da Bienal pra postar depois kkkkkkkk

    Bjkas

    ResponderExcluir
  3. Fui no dia do feriado.
    Andei da hora que abriu até umas 20hs...
    Fiquei o bagaço no outro dia...
    Comprei Alice no País das Maravilhas e Através do Espelho "JUNTOS" pra minha irmã (Alice!!), Futebol para o meu irmão, que aliás eu amei o livro mais que ele, parecia uma bola de futebol amassada, acolchoada, mto legal, e para me agradar o Melancia, que estou lendo ainda (sou um pouco lenta pra ler livros!!!). Vi padre Marcelo Rossi, e a fofíssima Thatila Rebouças e mais tarde teria a esperadíssima Anne Rice, mas não dava mais pra esperar...Pena que sou "pobre" e não pude comprar mais livros, mas valeu demais o passeio...

    ResponderExcluir

Obrigada por passar por aqui e deixar um comentário!

Ocorreu um erro neste gadget