sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Amor Perfeito



Lindinhos, arrumando essa caixa de recordações aí em cima, achei muitos bilhetinhos de carinho para o meu Mozinho e resolvi re-presenteá-lo com esse da foto que já tem mais de 8 anos!


Achei tão fofinho que reproduzo aqui.

Mas não se preocupe, não vou escrever todos os 237.987.654.234.234.546.987.100.489 bilhetes que achei, tá? rsrsrss





Amor Perfeito (Sarah Doudney)



Amores perfeitos eu te envio enquanto o ano ainda inicia,

Amarelos como o Sol, púrpuras como a noite;

Flores de recordações, com afeto sempre cantadas

Por todos os mais radiantes filhos da luz;

E se na recordação vivem pesares

Por dias perdidos e sonhos não realizados,

Digo-te que a flor “salpicada de negro â,bar”

Ainda é o perfeito amor que os poetas conheceram

Absorve toda a doçura de um presente inesperado

E retribui-me as flores com um pensamento.





A palavra inglesa para o amor-perfeito é pansy, uma adaptação do francês pensée, que significa “pensamento”. As pessoas costumavam enviar essas flores para que seus entes mais próximos e queridos se lembrassem delas.

Para você, meu querido, eu não só envio amores-perfeitos, como os planto e recito.

Guarde-os consigo e lembre-se:

Dix sept ans ont passe. Nous voilá!

Mais moi jái gardé La mémoire

De votre fleurs, ET cèst ma gloire

De penser encore à cela.

Votre,

2 comentários:

  1. Oi amiga.
    Que lindo.
    Bom fim de semana para voce.
    bjtos.Nile.

    ResponderExcluir
  2. Eu amei! rsrs Recebi como se fosse pela primeira vez.

    Te amo muito, bj,
    Mô.

    ResponderExcluir

Obrigada por passar por aqui e deixar um comentário!

Ocorreu um erro neste gadget