sábado, 10 de janeiro de 2009

Comidinha mineira, uai!!!!!!


Insisto: a feijoada é mineira!

Essa aqui foi dia desses em que eu levantei inspirada num domingo!

Podem me perguntar: mas não tem que deixar de molho na véspera????????

Resposta: depende ,uai. Se der vontade de fazer naquele dia, não tem não. O almoço só vai sair um pouco mais tarde.

Esta aqui não ficou de molho não.
Fervi o feijão e as carnes separadamente. Uma água só. Não tem que tirar o sal da carne, não. Só o excesso.
Piquei as carnes assim:
Carne seca em cubos menores e as outras que cozinham mais depressa no tamanho normal.

Coloca o feijão para cozinhar com a carne seca, dentes de alho, cebola e uma ou duas folhas de louro. Quando estiver no meio do cozimento do feijão, acrescenta as outras carnes.

No meu caso, fiz uma feijoada surda, manca e magra porque não levou orelha, pés ou peles. Tinha carne seca, paio, linguiça portuguesa, calabresa e fresca,lombinho,costelinha e bacon.
Depois de cozida, tira a pressão e deixa apurar.

Para enganar a fome do povo, muita caipirinha com torresmo, pão de alho, amendoim e pastinhas.

Para acompanhar: arroz branco, couve assustada, farofa de ovos e bacon, laranja.

Eta trem bão, sô!

4 comentários:

  1. sim! sou eu, henrique, seu ex-estag!

    E acabo de ficar com uma agua na boca dessa comida que tanto faz falta aqui!

    Viva o feijao!

    ResponderExcluir
  2. Invenções da cozinha da Bel ..sempre arrasando ... defendo que a feijoada pertence aos escravos e onde eles estiveram tem feijoada!!! Liberdade para a feijoada gente !!!
    Engraçado que em BH não existe comida mineira em lugar nenhum quase... os mineiros estão se rebelando ... kkkkkk
    Bjkas

    ResponderExcluir

Obrigada por passar por aqui e deixar um comentário!

Ocorreu um erro neste gadget